terça-feira, 30 de outubro de 2012

Veterinária preventiva

 
Empresa trata da saúde dos animais, realizando procedimentos cirúrgicos, dentários, além de cuidar da qualidade de vida dos bichos
 
Assim como os humanos, os animais também têm problemas de saúde e a melhor maneira ainda é a prevenção de doenças, razão pela qual se deve levar o animal ao veterinário pelo menos uma vez por ano. Para o médico-veterinário e mestre em cirurgia Luiz Fernando Lucas Ferreira, que atua nas áreas clínica, cirúrgica, ortopédica, obstétrica e oftálmica, o avanço da medicina veterinária tem melhorado muito a saúde dos animais. “Ela cresceu muito, principalmente nas áreas de diagnóstico laboratorial (exames de sangue) e imagens (endoscopia, tomografia). Quanto à ortopedia, temos técnicas cirúrgicas que permitem rápida recuperação dos pacientes e que estão aliadas ao serviço de fisioterapia. Na oftalmologia temos a cirurgia para catarata por facoemulsificação (minimamente invasiva), cirurgias para correção de defeitos dos cílios a laser, cirurgia para glaucoma a laser”, comenta Luiz Fernando.

Ele é sócio do pai, o também médico- veterinário Israel Ferreira, que atua nas áreas clínica, cirurgia geral, ginecologia, obstetrícia e geriatria, na Clínica Veterinária Professor Israel, fundada em 1999. “Oferecemos os serviços de clínica, cirurgia geral, diagnóstico por imagem, fisioterapia, internação e serviços cirúrgicos especializados, como cirurgias ortopédicas, oftálmicas, principalmente as de catara e cirurgias a laser”, explica Luiz Fernando. O médico esclarece que a clínica atende somente cães e gatos. “A busca maior pela clínica é para tratamento cirúrgico, como cataratas, tumores de mama, infecções uterinas, fraturas e rupturas de ligamentos, entre outros. Porém, não podemos esquecer que os animais também precisam de amor, carinho, recreação e de medicina veterinária preventiva”, alerta o veterinário.

Um problema muito comum, mas que também pode comprometer a saúde do animal, é o dentário. “No caso do tratamento ortodôntico, este se assemelha ao dos humanos, mas só é utilizado em casos especiais e extremos. Na realidade, temos capacitação para realizar todos os procedimentos odontológicos. Mas, em cães e gatos, a principal doença é a periodontal, responsável pela perda dos dentes precocemente, mau hálito, além de propagar doenças bacterianas para o coração, rins e fígado. Por isso, a prevenção é sempre melhor que medicar. Por isso, sempre que for levar o animal ao veterinário, peça também uma avaliação oral”, aconselha o médico.

Sobre os principais benefícios da fisioterapia nos animais de estimação, Luiz Fernando ressalta: “Permite a recuperação mais rápida de pacientes que são operados de fraturas e ou rupturas ligamentares, por exemplo. Também permite amenizar a dor e melhorar vida de pacientes geriátricos com osteoartrite e doenças da coluna vertebral. No caso do laser cirúrgico e da utilização da energia do laser para produzir cortes sem sangramento e evitar o uso de suturas, a principal vantagem é um pós-operatório mais suave, sem dor.”

Um dos tratamentos modernos aplicados nos animais é a ledterapia, que é a utilização da energia da luz vermelha e infravermelha para estimular as células que estão em processo de fadiga, inflamação ou com falta de oxigênio. “Utilizamos a ledterapia para cicatrização de feridas, de traumatismos de tendões, de fraturas, de injúrias articulares. Ela tem melhorado a recuperação de pacientes em questão do tempo e diminui o uso de drogas, que podem, em alguns casos, causar intolerância, ocasionando vômito e diarreia.”
 
 
Fonte: Entrevista para o caderno Negócios e Oportunidades, do Jornal Estado de Minas, no último domingo, dia 28 de outubro.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário